CRIANÇA BAIXA – ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: A CRIANÇA PODE SER BAIXA SE NÃO HOUVER PRODUÇÃO SUFICIENTE DE HORMÔNIO DO CRESCIMENTO.

telefones-novos-clinica-em-gif

HORMÔNIOS ENVOLVIDOS COM CRESCIMENTO COM PRODUÇÃO INSUFICIENTE, COMO POR EXEMPLO, OS HORMÔNIOS TIREOIDEANOS.   

Os hormônios são substâncias químicas produzidas por células especiais nas glândulas e outros órgãos do corpo, mais hormônios são produzidos pelas células das glândulas endócrinas. Esses hormônios, que são produzidos em quantidades muito pequenas, são liberados na corrente sanguínea e vão para o “órgão alvo” ou tecido onde eles exercem o seu efeito. Vários hormônios estão envolvidos no controle do crescimento. Alguns agem diretamente sobre os órgãos-alvo, enquanto outros agem ativando a produção de outros hormônios, que ativam as funções dos órgãos específicos necessários para o crescimento. Este sistema pode funcionar mal de várias maneiras, provocando o crescimento anormal. A glândula pituitária (hipófise) é frequentemente chamado de glândula mestra porque produz vários hormônios que controlam as funções de outras glândulas. Ela está localizada no meio do crânio abaixo da parte do cérebro chamada hipotálamo.

A glândula pituitária tem duas partes distintas: Um lobo anterior e um lobo posterior. A hipófise secreta seus hormônios em resposta a mensagens químicas do hipotálamo, a parte do cérebro à qual ele está conectado. O hormônio do crescimento é um hormônio da hipófise anterior, cujo principal efeito é o de promover o crescimento dos tecidos do corpo. Outros hormônios da pituitária anterior afetam o crescimento indiretamente, trabalhando através de outras glândulas. Esses hormônios incluem: Hormônio estimulador da tireóide (TSH) – faz com que a glândula tireóide produza hormônios da tireóide, que regulam o metabolismo do corpo e são essenciais para o crescimento normal. Hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) – faz com que as glândulas adrenais produzam cortisol (hormônio do estresse) e outros hormônios que permitem que o corpo a responda ao estresse. Excesso de cortisol causa falha de crescimento em uma criança. Hormônio luteinizante (LH) e hormônio folículo estimulante (FSH) – estimula as glândulas sexuais (ovários ou testículos) a produzir hormônios sexuais, que são necessários para o desenvolvimento sexual do adolescente e do surto de crescimento que acompanha a puberdade. O principal hormônio produzido pela glândula pituitária posterior é chamado vasopressina, ou hormônio antidiurético (ADH). Ele controla a saída de água através dos rins.

A deficiência de hormônio do crescimento pode ocorrer por si só ou em combinação com uma ou mais outras deficiências hormonais hipofisárias. Pode ser total (o hormônio do crescimento não é produzido em sua totalidade) ou parcial (o hormônio do crescimento é produzido, mas não o suficiente para estimular o crescimento normal). O hipopituitarismo pode ser congênito, resultante da formação anormal da hipófise ou hipotálamo antes que a criança nasça, ou adquiridos, decorrentes de danos à hipófise ou hipotálamo durante ou após o nascimento. O hipopituitarismo congênito está presente ao nascimento, embora possa não ser aparente por muitos meses.

O hipopituitarismo adquirido pode se tornar evidente a qualquer hora durante a infância ou adolescência, e pode ocorrer após traumatismo craniano grave ou uma doença grave como a meningite ou encefalite. Muitos casos de hipopituitarismo adquirido resultam de um tumor chamado craniofaringeoma. Este tumor pode pressionar o hipotálamo ou a hipófise, evoluindo para uma ou mais deficiências hormonais. A deficiência é resultante da remoção cirúrgica do tumor, o que geralmente resulta em hipopituitarismo permanente. Às vezes não há motivo para o hipopituitarismo poder ser identificado, ou, se houver suspeita de uma causa, pode ser difícil de provar. Os pesquisadores estão tentando aprender mais sobre as causas da deficiência do hormônio do crescimento e hipopituitarismo.
 

AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr
Endocrinologia – Neuroendocrinologia
CRM: 20611

Dra. Henriqueta V.Caio
Endocrinologia – Medicina Interna
CRM:28930


Como Saber Mais: 

1. Os hormônios são substâncias químicas produzidas por células especiais nas glândulas e outros órgãos do corpo, mais hormônios são produzidos pelas células das glândulas endócrinas… 

http://crescimentodeficiencia.blogspot.com

2. O hormônio do crescimento é um hormônio da hipófise anterior, cujo principal efeito é o de promover o crescimento dos tecidos do corpo… 

http://crescimentojuvenil.blogspot.com

3. O hipopituitarismo adquirido pode se tornar evidente a qualquer hora durante a infância ou adolescência, e pode ocorrer após traumatismo craniano grave ou uma doença grave como a meningite ou encefalite… 

http://gorduravisceral.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO

DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.

Referências Bibliográficas:

Dr. João Santos Caio Jr. Diretor Cientifico, Dra. Henriqueta Verlangieri Caio, Diretora Clinica – Van Der Häägen Brazil –São Paulo – Brasil. Stephen Kemp, MD, PhD, Professor, Departamento de Pediatria, Setor de Endocrinologia Pediátrica da Universidade de Arkansas e Hospital de crianças de Arkansas. Editores: Arthur B Chausmer, MD, PhD, FACP, FACE, FACN, CNS, Professor de Pesquisa da filial, Bioinformática e Biologia Computacional Programa da Escola de Ciências da Computação; Principal, C / A Informática, LLC; Francisco Talavera, PharmD, PhD, Editor Sênior Farmácia, eMedicine; George T Griffing, MD, Diretor da Divisão do General Internal Medicine, Professor, Departamento de . of Internal Medicine, St Louis University. Patricia A. Rieser, Nurse Practitioner Família-C University of North Carolina em Chapel Hill a partir de texto original de: Ruth P. Owens, MD e Allen Root W., MDEste livro é dedicado à memória de Lisa Kraft. Copyright © 1979 Crescimento Humana Foundation, Inc. Todos os direitos reservados. * Regime de tratamento modificado para estar de acordo com atuais regimes de tratamento, pelo Webmaster. 

Contatos: 

Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305 

Nextel: 55 (11) 7717-1257 

ID:111*101625 

Rua Estela, 515 – Bloco D – 12º andar – Conj 121/122 

Paraiso – São Paulo – SP – Cep 04011-002 

e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com 

drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com 

vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com 


Site Clinicas Caio 

http://drcaiojr.site.med.br/

http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil 

www.vanderhaagenbrazil.com.br

www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:

http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=
-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=
UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

Anúncios

Sobre Dr.João Santos Caio Jr

Prof. Dr. JOÃO SANTOS CAIO JR. CRM 20611 Membro da SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA Membro da SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES Active Member Of The NEW YORK ACADEMY OF SCIENCES - USA Membro da AMERICAN ASSOCIACION FOR THE ADVANCEMENT OF SCIENCE - Washington - DC - USA ADA - AMERICAN DIABETES ASSOCIATION – USA Assessor Científico Externo Novartis Laboratories – Basiléia – Suíça MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CLIMATÉRIO Membro Master of Society for Endocrinology – London - UK HARVARD MEDICAL SCHOOL – Boston - USA - Continuoing Education Course JOSLIN MEDICAL CENTER - Boston - USA. COLÉGIO BRASILEIRO DE RADIOLOGIA – Osteoporose AMERICAN CHEMICAL SOCIETY- Columbus,OH USA Pesquisador Fase 4 – Laboratório Sandoz Pesquisador Fase 4 – Pindolol - Laboratório Sandoz Pesquisador Fase 4 – Fenil Pentol Brometo de Benectomio Laboratório Boehringer Ingelheim Pesquisador Fase 4 – Ciproteron Acetat – Laboratório Schering AG – com Professor J.P.Hamerstein – Universidade de Berlim - Alemanha Pesquisador Fase 3 – Nateglinida - Laboratório Novartis Pesquisador Fase 3 Nateglinida Metformina - Laboratório Novartis/2002 – Basiléia - Suíça MEDICINA OCUPACIONAL Médico do Trabalho da General Motors do Brasil – Setor de Montagem de Veículos Automotores – MVA – 1973/1976 Médico do Trabalho Responsável pelo trecho 15 Rodovia dos Imigrantes – Camargo Correia Médico do Trabalho Responsável pelo Laboratório Collins – 1976/1979 Médico do Trabalho Responsável pela Metalúrgica Vulcão - 1980 Médico do Trabalho Responsável pela Água Sanitária Super Globo – 1986 Diretor Científico de avaliação, prospecção e captação da bacia do Rio Piracicaba, área da Prefeitura de Itú – até 2001 – parte de meio ambiente. Livros e Trabalhos Científicos, e outros.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s